Home

      COLUNAS


Em Cantos e Encantos
por: Carlos Pereira Neto

em: 02/03/2006

(mais artigos)
Jorges de Ilhéus

          Desde a sua origem Ilhéus anda as voltas com os JORGES. Inicialmente, foi Jorge Figueiredo Correia, o primeiro donatário da Capitania, que, diferentemente do que muitos pensam, foi um arrojado empreendedor, deixando para o seu herdeiro, ao falecer em 1551, ?a mais próspera capitania da Costa do Brasil?(os curiosos poderão ler A CAPITANIA DE SÃO JORGE E A DÉCADA DO AÇÚCAR, o mais documentado livro sobre o período que vai de 1541 até 1550, de autoria do advogado e historiador Luiz Walter Coelho Filho). Logo após, foi o seu próprio nome, quando Francisco Romeiro, em 1545 ou 1546, fundou a Vila de São Jorge do Rio dos Ilhéus. Muitos anos depois, um outro Jorge, amado por todos os santos e sua gente, a revelou, através dos seus livros, para o mundo. São Jorge tantos, famosos ou não, gente simples ou de nomeada, há com o mesmo nome e sobrenome, um escritor de Água Preta e o outro político nascido na rua da Linha, todos importantes, que, com as suas ações, amassam o barro que molda a civilização ilheense; mas só um vem desde o início e será para todo o sempre: O SANTO.

          Nascido na Capadócia, padroeiro da Inglaterra e de Gênova, protetor de Portugal na guerra contra Castela, seu nome é grito de luta, através dos portugueses chegou ao Brasil, tornando-se o santo mais popular, no candomblé da Bahia é Oxossi e no do Rio é Ogum.

          Em quase todo o canto do mundo, inclusive na lua, basta olhá-la quando está cheia que se poderá vê-lo, ele é representado iconograficamente vestido em um armadura de ferro, montado num fogoso corcel,combatendo um feroz dragão alado expelindo labaredas de fogo pelas ventas.

          No entanto, em nosso Canto, Ilhéus, qual o misterioso encanto, SÃO JORGE não veio montado a cavalo?!

          Tem gente que afirma ser de São Miguel a imagem que está no altar da Igreja Matriz de São Jorge. Santo encarregado de pesar as almas que irão ou não para o céu, também veste armadura de ferro, empunha espada e combate o dragão (representação do mal) e, no candomblé, é Oxossi.Será São Miguel, São Jorge?! Não é, quem é como Deus(Miguel),é alado e, além de uma espada, também empunha uma balança. A imagem da Matriz não tem asas e nem balança. Mas cadê o cavalo?

          Diz a lenda que quando a sede da capitania era na ilha de Tinharé, no Morro de São Paulo, sofria incessantes ataques dos tupinambás e aimorés, e, quando Francisco Romeiro veio fundar a nova vila, onde hoje está Ilhéus, teria trazido a imagem para proteger dos ataques indígenas, o novo povoado e os colonos. O Santo, enviado de Portugal, teria vindo sem cavalo, para poder adentrar a fechada mata atlântica na perseguição aos aborígenes.

Comentários:

Estou bastante triste com a imagem de
SÃO JORGE apresentada por uma cidade
onde o mesmo é Padroeiro. Onde anda a
imagem completa deste maravilhoso
Santo

  NEIDE DE JESUS
  neidazevedo@ig.com.br



      COLABORADORES


      TRABALHOS & TEXTOS



Conrtatos : www.ilheusnabahia.com.br - Todos os direitos reservados.
W.C. Web Choose - Criação e Hospedagem
Resolução - 800x600